1. ó insensatos gálatas! quem vos fascinou a vós, ante cujos olhos foi representado Jesus Cristo como crucificado?
  2. Só isto quero saber de vós: Foi por obras da lei que recebestes o Espírito, ou pelo ouvir com fé?
  3. Sois vós tão insensatos? tendo começado pelo Espírito, é pela carne que agora acabareis?
  4. Será que padecestes tantas coisas em vão? Se é que isso foi em vão.
  5. Aquele pois que vos dá o Espírito, e que opera milagres entre vós, acaso o faz pelas obras da lei, ou pelo ouvir com fé?
  6. Assim como Abraão creu a Deus, e isso lhe foi imputado como justiça.
  7. Sabei, pois, que os que são da fé, esses são filhos de Abraão.
  8. Ora, a Escritura, prevendo que Deus havia de justificar pela fé os gentios, anunciou previamente a boa nova a Abraão, dizendo: Em ti serão abençoadas todas as nações.
  9. De modo que os que são da fé são abençoados com o crente Abraão.
  10. Pois todos quantos são das obras da lei estão debaixo da maldição; porque escrito está: Maldito todo aquele que não permanece em todas as coisas que estão escritas no livro da lei, para fazê-las.
  11. É evidente que pela lei ninguém é justificado diante de Deus, porque: O justo viverá da fé;
  12. ora, a lei não é da fé, mas: O que fizer estas coisas, por elas viverá.
  13. Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se maldição por nós; porque está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado no madeiro;
  14. para que aos gentios viesse a bênção de Abraão em Jesus Cristo, a fim de que nós recebêssemos pela fé a promessa do Espírito.
  15. Irmãos, como homem falo. Um testamento, embora de homem, uma vez confirmado, ninguém o anula, nem lhe acrescenta coisa alguma.
  16. Ora, a Abraão e a seu descendente foram feitas as promessas; não diz: E a seus descendentes, como falando de muitos, mas como de um só: E a teu descendente, que é Cristo.
  17. E digo isto: Ao testamento anteriormente confirmado por Deus, a lei, que veio quatrocentos e trinta anos depois, não invalida, de forma a tornar inoperante a promessa.
  18. Pois se da lei provém a herança, já não provém mais da promessa; mas Deus, pela promessa, a deu gratuitamente a Abraão.
  19. Logo, para que é a lei? Foi acrescentada por causa das transgressões, até que viesse o descendente a quem a promessa tinha sido feita; e foi ordenada por meio de anjos, pela mão de um mediador.
  20. Ora, o mediador não o é de um só, mas Deus é um só.
  21. É a lei, então, contra as promessas de Deus? De modo nenhum; porque, se fosse dada uma lei que pudesse vivificar, a justiça, na verdade, teria sido pela lei.
  22. Mas a Escritura encerrou tudo debaixo do pecado, para que a promessa pela fé em Jesus Cristo fosse dada aos que crêem.
  23. Mas, antes que viesse a fé, estávamos guardados debaixo da lei, encerrados para aquela fé que se havia de revelar.
  24. De modo que a lei se tornou nosso aio, para nos conduzir a Cristo, a fim de que pela fé fôssemos justificados.
  25. Mas, depois que veio a fé, já não estamos debaixo de aio.
  26. Pois todos sois filhos de Deus pela fé em Cristo Jesus.
  27. Porque todos quantos fostes batizados em Cristo vos revestistes de Cristo.
  28. Não há judeu nem grego; não há escravo nem livre; não há homem nem mulher; porque todos vós sois um em Cristo Jesus.
  29. E, se sois de Cristo, então sois descendência de Abraão, e herdeiros conforme a promessa.

Постоянная ссылка на эту страницу bibleonline.ru/bible/por/55/03/.

Выбор перевода и языка



© Библия Онлайн, 2003-2016